A Good Rain Knows (2009)





Olá dorameeeeeeiros!



Parece que a cada dia o site de streaming Netflix tem colocado mais filmes orientais em seu portfólio, a maioria chinês de artes-marciais, que eu já não assisto tanto quanto antigamente, e de comédia romântica. O filme que eu escolhi para assistir dessa vez foi A Good Rain Knows, protagonizado pelo astro sul coreano Jung Woo Sung (A Moment to Remember) e a atriz chinesa Gao YuanYuan (Shangai Dreams) e hoje falarei um pouco sobre ele.





Sinopse: Dong-ha (Jung Woo Sung) é um homem de trinta e poucos anos e coreano, está em uma viagem de negócios para Chengdu , na China, onde sua empresa está realizando projetos de construção para reconstruir a cidade após o terremoto de 2008 . Lá, totalmente por acaso, ele encontra uma velha amiga de seus dias de faculdade nos EUA , chamada Mai (Gao Yuan Yuan) que é originalmente de Chengdu que voltou pra China depois da graduação e agora trabalha como guia turístico. Dong-ha e Mai foram, talvez, mais do que amigos e tinham sentimentos um pelo outro, mas eles se separaram antes de terem a chance de declararem seu amor. (Wikipedia)


Título Romanizado:  Season Of Good Rain / A Good Rain Knows 
Original: Howoosijeol
Hangul: 호우시절 
Diretor: Hur Jin-Ho 
Roteirista: Hur Jin-Ho, Lee Han-Eol 
Produtor: Kim Chul-Soo, Kim Jin-A, Lim Hee-Chul 
Cinematografia: Kim Byung-Seo 
Estreia: Outubro de  2009 
Duração: 100 min.
Gênero: Romance 
Distribuidor: Next Entertainment World 
Idioma: Korean
País: South Korea





Apesar de ter sido gravado praticamente todo na China, a Good Rain Knows é uma produção coreana que de início era pra ser um curta-metragem chamado "Chengdu, I Love You", eu sinceramente acho que pelo andar da história, poderia ter ficado como curta mesmo. 

Ainda que com bom plotGood Rain Knows é um filme bem lento, com poucas pessoas no elenco (basicamente 3), e gira todinho em torno do casal, não há histórias paralelas, e com duração de aproximadamente 100 minutos, dava pra ter ficado bem melhor em um curta de uns 30 minutos.

O casal Mai e Dong Ha até que tem química, mas a história deles não anda, não engatinha, e quando parece que vai pra frente, se perde em motivos repetitivos o tempo todo, que anteriormente levaram a ruptura do casal. Sim, pode ser questão de gosto, mas para um filme ser puramente de romance, não ter drama, comédia, ou algum suspense pra te fazer ficar parado em frente a tela por muito tempo, eu achei forçado, até surpreendeu que foi um filme de bastante sucesso na Coreia no ano em que foi exibido, vai ver sou eu a chata mesmo, sei lá kkkkk






Se eu recomendo? Pra quem gosta de algo leve, não quer esquentar a cabeça e gosta de filme mamão com açúcar, pode achar um prato cheio, caso contrário, passe longe, se está de olho em produções asiáticas no netflix no gênero romance, recomendo A rainha da noite.

Nota: 5/10




Uma hora dessas vou parar pra assistir algum dorama por lá, comecei a assistir Good Morning Call, mas achei meio mais do mesmo, não sei se vou retomar, porém achei que o menu tem bem interessante lá. Clicando no lado direito aqui da página na tag "netflix", tem o que está disponível lá e tem resenha ou dica aqui no blog ^^



Por hoje vou ficando por aqui, até mais o/




Ji Soo pode voltar ao drama mais cedo do que esperado

Boa noticia para os fãs do ator Ji Soo!




Há alguns dias, a talentosa estrela em ascensão Ji Soo passou por uma cirurgia de emergência para osteomyeletis aguda (inflamação óssea causada por infecção, geralmente nas pernas, braços ou coluna vertebral), depois de ser levado para o hospital com dor excruciante na perna.

Em 23 de setembro, a produção do drama Fantatic realizou uma conferência de imprensa para discutir o atual estado de saúde do ator e sua posição no drama. O produtor Song Won Seob disse: "A condição de Ji Soo melhorou consideravelmente. Ele está mostrando desejo de voltar rapidamente ás gravações".

O drama Fantastic, atualmente no ar pela JTBC é sobre So Hye (Kim Hyun Joo), popular roteirista de dramas que descobre que tem uma doença terminal.



Ji Soo desempenha o papel do advogado Kim Sang Wook que se apaixona pela Baek Sul, personagem da Park Shi Yeon, uma mulher cuja personalidade alegre e confiante foi suprimida por uma sogra terrível e um marido infiel. Os fãs ficaram comovidos com a doce paixão de Kim Sang Wook pela Nonna do drama e chocados com o súbito problema de saúde do ator. Felizmente ele pode voltar para a tela, mais cedo do que o previsto. 

Foi revelado que os scripts para episódio 7 e 8 foram modificados para se adequar as cenas sem o ator. No entanto, a produção do drama confirmou que as cenas que não conseguiram filmar serão transferidas para episódios posteriores. A equipe de produção está esperançosa de que o ator vai fazer uma recuperação completa e rápida e aguarda ansiosamente o seu regresso para definir cronograma. Enquanto isso, as filmagens vão continuam normalmente para o resto do elenco.

Fonte: Dramabeans/Soompi

Primeiras Impressões: A Lenda, Um Luxo de Sonhar (Her Legend, 2013)




Olá dorameeeeeeiros!



Estreou na semana passada "A Lenda, Um Luxo de Sonhar" segunda novela coreana que o canal Rede Brasil está exibindo, a primeira foi "Happy Ending" exibida ano passado e reprisada algumas vezes devido ao sucesso.

O drama está sendo exibido de segunda à sexta das 20:00 às 20:30, e cada episódio deve durar em média uns 22-25 minutos, pois durante essa meia hora de exibição, há também os comerciais. Na Coreia o drama foi exibido com 20 episódios com 1 hora de duração cada em média, então creio eu que a cada 1 episódio, vire 2 (com cortes) ou 3 (sem cortes), isso porque nos dias que eu assisti na tv, estava passando horário político, não sei se está passando todos os dias, odeio propaganda política, então não sei se algum dia que não passe, o canal exiba o episódiocompleto, pois durante a primeira exibição de Happy Ending, tinha muito cortes. 
Confesso que  gostei tanto do primeiro episódio, que fui a assistir A Lenda pelo DramaFever, mas no momento em que eu estou escrevendo este texto, estou assistindo ao drama na tv, a primeira parte do episódio 3 da exibição original equivale ao episódio 6 na tv mais ou menos, então, acho que procede minha contagem.







Sinopse: Do Jin-Hoo ( Kim Jeong-Hoon ) é o sucessor à presidência de uma marca de moda coreana. O destino de duas mulheres mudará à medida que as suas vidas se cruzam com o homem que tem tudo.
Em 1996, aos 9 anos de idade, Jung-Soo (mais tarde interpretada por Choi Jung-Won ) vive com a mãe Hye-Jung ( Choi Soo-Rin ). O Jung-Soo não tem um pai ou parentes, mas ela é uma menina positiva e brilhante.
Um dia, a mãe é diagnosticada com câncer de fígado. Hye-Jung sabe que ela não tem muito tempo de vida. Ela leva a filha Jung-Soo e vai ver Soo-Ho ( Jeon No-Min ) na Compania Shinhwa, Soo-Ho é o primeiro amor de Hye-Jung, ela é incapaz de contar alguma coisa a Soo-Ho e vai embora. Jung-Soo é deixada sozinha após o falecimento de sua mãe. Naquela época, o tio de Jung-Soo leva para sua casa, mas seu tio está em péssimo estado financeiro. Jung-Soo também é rejeitada pela esposa de seu tio. Mais tarde, Jung-Soo conhece Do-Young (Kim Hye-Sun). Do-Young e seu marido Jong-Wook ( Kim Byeong-Se ) querem ter um bebê, mas eles não são capazes de fazê-lo. Do-Young decide adotar Jung-Soo. (Sinopse adaptada do AsianWiki)

Elenco:


Informações Técnicas:

  • Drama: Her Legend
  • Título Original: Geunyeoui Shinhwa
  • Hangul: 그녀의 신화
  • Diretor: Lee Seung-Ryeol
  • Roteirista: Kim Jung-A
  • Canal: JTBC
  • Episódios: 20
  • Período de Exibição: 5 de agosto a 8 de outubro de 2013
  • Dias de Exibição: Segundas & Terças 21:50
  • Idioma: Coreano
  • País: Coreia do Sul

Com "6" episódios lançados, até o momento só fomos introduzidos aos personagens principais, em destaque a Jung Soo, menina de 9 anos, orfã, que vai viver com os tios e seus filhos, se não fosse a presença das duas figuras masculinas (o tio e o primo), e a mãe que mais tarde a adota,  poderíamos fazer uma alusão a "Cinderella" de certa forma, pois Jung Soo após conhecer Do Young, uma rica herdeira, e ser adotada por ela, ambas sofrem um acidente de carro e sua mãe acaba por ficar em coma, Jung Soo passa a ter que novamente viver com a tia e a prima que a maltratam. Quando Do Young acorda anos depois, ela está desmemoriada e não reconhece mais sua filha adotiva, é aí então que é dado o gatilho para história, e somos apresentados aquela velha história de troca de papeis e blá blá blá, mas vou dizer que está bem interessante viu? Há boas cenas de drama, até de comédia se olharmos para um outro ângulo, mas o que prevalece mesmo é o melodrama, se você estiver ou for uma pessoa sensível, vai chorar todo episódio, motivos não faltam, porém, acho que daqui pra frente, quando aparecer o mocinho da trama, Do Jin Ho, vai passar a ter cenas românticas, não que eu ligue, mas sei que a audiência dorameira curte, e além do mais, o romance deve encaixar bem ao estilo da trama.


No mais, A Lenda é um drama gostoso de assistir, prende a atenção e com meia horinha apenas no episódio da tv, é capaz de você fazer o mesmo do que eu, dar uma olhada no DramaFever pra ver o que acontece. Eu pretendo continuar a acompanhar pela tv pois quero que a coisa vá pra frente, e sim, sou a favor da exibição de dramas na tv aberta ou fechada, mesmo dublado como neste caso, até porque, a dublagem não é algo que vem me incomodando e ajuda a trazer mais público que eventualmente não assistiria pela barreira do idioma, ou por não assistir legendado, vamos pensar no próximo também ^^
 

Estou dando uma pausa na minha vida de dorameira trevosa pra assistir alguns lançamentos mais leves, então para os próximos dias, aguardem mais primeiras impressões, tem várias estreias muito boas e pretendo acompanhar algumas e claro, compartilhar o que tenho achado com vocês ^^

Por hoje vou ficando por aqui, em breve retornarei o/


Considerações Finais: Let's Fight Ghost




Olá dorameeeeeeeeeeeeeeiros!



Chegou ao fim esta semana Let's Fight Ghost, um dos, ou senão o melhor, doramas de 2016 até o momento, tá ali juntinho com "Signal" e até o final do ano, vou ter que decidir quem terá o lugar principal em meu coração, qual vou por no topo do post de melhores deste ano, mas como o ano ainda não acabou, e ainda vêm boas estreias por aí ainda, bom, pelo ou menos eu espero que sejam boas, ainda é cedo para eu sequer pensar no assunto, pois ainda tenho que dar uma olhada em alguns doramas chineses e japoneses que estrearam este ano e tenho muitas expectativas, minha vida de dorameira este ano está sendo bem proveitosa pelo ou menos isso né..., graças a Deus.

Let's Fight Ghost foi bom do início ao fim, não vou me estender com informações básicas e sobre o plot porque já tinha comentado sobre no post de "primeiras impressões" Leia AQUI e indagado que pela qualidade dos primeiros episódios, tinha tudo para ser muito bom, dito e feito, não li a webtoon, mas quem leu disse que ficou fiel, não sei se vou ler, pois apesar de ter amado o drama, não só para mim, mas para a galera que eu tive contato e que estava acompanhando também, achou o plot bem previsível, o que poderia ter sido diferente, na reta final, ficou no padraozão, e ao que me perece, a audiência curtiu.





Não tendo UM episódio ruim, morno ou mediano, Let's Fight foi alucinante do primeiro ao último episódio, mesmo quando as cenas de ação não estavam presentes, ainda sim prendiam a atenção. Como o andamento da trama foi bem dinâmica e colocou praticamente todos os pingos nos "is" não houve buracos, principalmente porque estava muito bem focada nos protagonistas Park Bong Pal( Ok TaecYeon), Kim Hyun Ji (Kim Soo Hyun) e Hye Sung( Kwon Yool), o que não quer dizer que os personagens coadjuvantes não fossem bem construídos, como no caso do monge Myung Chul (Kim Sang Ho) e na dupla de caça-fantasmas In Rang (David Lee) e Chun Sang (Kang Ki Young), eles não tinham histórias paralelas praticamente, mas é quase impossível não lembrar de cada cena em que estiverem presentes, pois o impacto e a necessidade deles lá, seja pra dar mais leveza em cenas de ação e mais aterrorizantes ou pra dar mais drama, gosto de doramas com poucos personagens, porém funcionais.




De longe a melhor coisa do drama, foi a química entre os personagens Hyun Ji e Bong Pal, a diferença de idade entre os dois atores na vida real não foi algo que pesou para que o casal fosse bem construído na trama, lógico que não dá pra esperar pegação ou algo do tipo, mesmo sendo um drama da tvN, que tem tradição de liberar cenas picantes, mas não era esse o foco de Let's Fight Ghost, aqui o casal cresce e amadurece junto, o companheirismo permanece ao longo do drama, mesmo quando rola algumas pequenas tensões as quais Hyun Ji e Bong Pal precisam ficar separados, mas ainda bem que o roteiro não perdeu muito tempo com isso, com dramatizações desnecessárias, quem gosta de assistir casal que engaja rápido, vai adorar este.





Não posso deixar de citar o vilão, um dos melhores que eu já vi, Hye Sung, interpretado por Kwon Yul, primeiro drama que vejo com ele, muito bom ator, me borrei de medo com ele algumas vezes, sem contar que o grande mistério da trama está a ele relacionado, já que sobre a Hyun Ji é meio que perceptível logo nos primeiros episódios.





Não tenho pontos negativos, se for pra ter um, é que poderia ter mais uns dois episódios, e pela quantidade de coisas exploradas na trama, dá pra rolar um spin off, um especial, séries sobre fantasmas nunca cansam , taí Supernatural indo para sua 12º temporada... Gente eu quero mais! Preciso!

Nota:9/10


Onde assistir: DramaFever (necessário conta premium)
Meteor Dramas (necessário cadastro)


E vocês o que acharam de Let's Fight Ghost? Já é um dos melhores ou melhor do ano? E quem ainda não assistiu, estão na vontade? Comente aí embaixo ^^




Por hoje vou ficando por aqui, já já volto com algumas primeiras impressões de dramas que comecei a assistir recentemente o/






[Resenha] Joseon Gunman

Olá! 

A resenha dessa vez é sobre um kdrama que vi em 2014 em andamento, e em 2015 revi. Uma resenha que fiz assim que o dorama foi finalizado, mas que é inédita no Blog das Dorameiras. Sobre Joseon Gunman, com meu oppa mais divo de todos, o melhor ator em minha opinião: Lee Jun Ki.

Comecemos pela sinopse. Feita por mim, pois aquelas disponíveis em wikis são as mesmas sempre, a sinopse oficial. Quero dar um toque mais pessoal.

Antes, algumas informações básicas e o cast principal (tudo retirado diretamente do DramaWiki):

Detalhes
  • Título original: 조선 총잡이 / Joseon Chongjapi
  • Também chamado de: The Chosun Shooter / Gunman in Joseon / The Joseon Shooter
  • Gênero: Histórico, melodrama, ação, romance, suspense
  • Episódios: 22
  • Emissora: KBS2
  • Período de exibição: de 25 de junho de 2014 a 04 de setembro de 2014
  • Dias de exibição: quarta e quinta-feira, às 22h

Main Cast
  • Lee Jun Ki como Park Yoon Kang / Hanjo
  • Nam Sang Mi como Jung Soo In
  • Jun Hye Bin como Choi Hye Won
  • Han Joo Wan como Kim Ho Kyung
  • Yoo Oh Sung como Choi Won Shin

Sinopse

Na Joseon da segunda metade do século 19, Park Yoon Kang é um jovem que gosta de se divertir com os amigos e aproveita a vida daquela que ele acredita ser a melhor maneira, com bebidas, mulheres e sem compromissos. Ele sabe manejar uma espada com maestria, pois aprendeu com seu pai, o último grande espadachim, Park Jin Han. Este é o chefe da guarda do Rei e a posição permite que Yoon Kang e sua irmã mais nova, Yoon Ha, tenham uma vida confortável.
Park Yoon Kang
Park Jin Han

Park Yoon Ha
O pano de fundo do drama é uma Joseon às vias de se modernizar, sendo gradativamente invadida pelo Iluminismo, ideais igualitários e todo tipo de invenções que já tinham chegado aos países do Ocidente e em alguns orientais, como o Japão. Contudo, certa classe de nobres não aceitava os pensamentos iluministas e revolucionários que tomavam as ruas e se aproximavam cada vez mais do palácio, ameaçando o poder da nobreza. Assim, um atirador misterioso começou a assassinar, um a um, os estudiosos eruditos que apregoavam a nova ideologia, com uma arma de fogo diferente e mais evoluída, em nada parecida com o mosquete e que não podia ser detida por armas como a espada e o arco e flecha.

Então, o pai do Yoon Kang, sob a ordem do Rei de descobrir a identidade do atirador, inicia uma busca intensa e, a seu fim, acaba por ser vencido por balas. Os nobres dão um jeito de fazê-lo, mesmo depois de morto, ser acusado de traição, para não serem descobertos como as mentes por trás do criminoso. Yoon Kang se torna filho de traidor, portanto também deve ser morto, e sua irmã, vendida como escrava, conforme as leis da época.

Em meio a lutas e lágrimas, ele consegue fugir, mas Yoon Ha é escravizada. Três anos depois, Yoon Kang retorna à Joseon como o japonês Hasegawa Hanjo. Agora, não mais um espadachim, mas alguém que domina uma arma de fogo como poucos. De dia, é um mercador do Japão e à noite se transforma em um atirador mascarado que busca vingar-se pela morte e a falsa acusação contra seu pai, assim como resgatar sua irmã.
Hasegawa Hanjo
Park Yoon Kang, o atirador
Os nobres que acusaram o chefe da guarda de traição ainda estão à solta e tentam exterminar qualquer foco de Iluminismo existente. O povo é constantemente oprimido pela diferença de classe que tornava os camponeses pobres miseráveis e sem direitos para nada, com a nobreza vivendo às suas custas. A questão que fica é: Park Yoon Kang buscará somente sua vingança pessoal ou poderá olhar para as necessidades do povo e acabar por tornar-se um novo herói popular?

Em meio a tudo isso, há o romance, que não podia faltar. Yoon Kang conhece Jung Soo In antes de se tornar um fugitivo. Os dois se apaixonam profundamente um pelo outro, e mesmo após três anos, com Soo In achando que ele estava morto, o amor não esmorece. Mas ele voltou como Hanjo e agora eles são completos estranhos, ao menos no exterior. Poderá o coração deles novamente se encontrar?
Park Yoon Kang e Jung Soo In
~.~
Sinopse feita, vamos ao que interessa. Minha opinião. Antes de mais nada, já informo que tendo a ser terrivelmente tendenciosa (uma pequena redundância, porque sim) quando o assunto é Lee Jun Ki-ssi. Oppa ♥

Pontos fortes: vááários! Nem sei qual é o ponto mais forte. Nem sei o que falar primeiro. Creio que, para mim, o ponto mais forte são as cenas de ação. Yoon Kang como espadachim, arqueiro, atirador, tanto faz, ele arrasa sempre! São cenas de tirar o fôlego, realistas ao extremo, super bem feitas. Alguns efeitos? Sim. Dublê uma hora ou outra? Não duvido. Mas o oppa não gosta de jogar todo seu trabalho nas costas dos outros. Ou seja: ele suou muito! Para quem já serviu o exército e lutou em todos os seus dramas (com exceção de um), ele está em ótima forma. Muito orgulho!

Outro ponto forte é o romance. Eu, como romântica inveterada, amei especialmente esta faceta do drama. Sim, o romance foi apenas uma parte do todo, desde o princípio não foi o foco da história (prefiro assim - dramas cujo tema central não é o romance). Não entrarei em detalhes para não estragar a história se porventura alguém ler isso daqui e se interessar em assistir.

Claro, há muitos outros pontos fortes. Só mesmo vendo... se eu listar todos aqui, vou acabar dando mais spoilers do que deveria.

Pontos fracos: Não há. Quer dizer, para um crítico ou alguém que não goste tanto de Jun Ki oppa, com certeza há, mas não para mim. Poderia dizer que o/a roteirista viajou um pouco no final, e mergulhou na História, o que não era absolutamente necessário. Eu amo História, desde os tempos de escola, mas há quem não gosta. Talvez, um drama de 20 episódios teria sido suficiente. Mas, desde o começo, tudo estava ligado à História. Claro que, como amante do tema, não desgostei, de forma alguma. Gostei muito, na verdade! Quero, agora, saber mais da História da Coreia.

Opinião geral: AMEI do começo ao fim! Todos os pontos bem ligados, nenhum nó que ficou por desfazer, nada incompleto, tudo onde devia estar. Amei o final, foi perfeito! Mortes e lágrimas... mas tudo se encaixou e cada acontecimento era necessário (e olha que muitos dramas ótimos, no decorrer da trama tendem a ter um final que desagrada muita gente, especialmente a mim). Além de todos os elogios que posso fazer sobre enredo, elenco, OST, figurino, fotografia, etc etc etc, a máxima sempre será: Lee Jun Ki ♥

Li alguns comentários negativos por aí, dizendo que o drama poderia ter apenas 16 episódios, que os escritores avacalharam a história quando misturaram a História em demasia, que o final foi hollywoodiano demais, enfim... cada um tem o direito de gostar ou não. Não nego que o fato de ver meu ator favorito ser criticado negativamente, ou seu trabalho (no caso, este drama) me irrita um pouco.

Só queria deixar claro que o elemento histórico esteve presente desde o início, quando colocaram lá o Rei Gojong e a Rainha Min. Com certeza os coreanos conhecem bem estes personagens, ou pelo menos são como nós, que sabemos quem foi o primeiro Imperador do Brasil (pois Gojong foi o primeiro imperador do Império da Coreia) e quem era sua consorte.

Para que não seja decepcionante, conhecer o mínimo da História pode ser útil. Alguns links da wikipedia, para um breve conhecimento, são válidos, para quem se interessar:
Sobre o Rei: https://en.wikipedia.org/wiki/Gojong_of_Korea (em inglês)
Sobre a Rainha: http://pt.wikipedia.org/wiki/Myeongseong_da_Coreia
Sobre o Império Coreano: http://pt.wikipedia.org/wiki/Imp%C3%A9rio_Coreano
Sobre o professor Kim Ok Kyung: http://en.wikipedia.org/wiki/Kim_Ok-gyun (em inglês)
Sobre o Golpe Gapsin e a Primeira Guerra Sino-Japonesa: http://pt.wikipedia.org/wiki/Primeira_Guerra_Sino-Japonesa#Golpe_de_Gapsin

OST: maravilhoso. Espetacular. Todas as nove músicas cantadas, e também as instrumentais. Minhas favoritas são: 
Wait

Resembles Tears


Nota: 10

Onde ver: online no DramaFever (legendas em inglês e português, exclusivo para usuários Premium)
download no Dramas Épicos (o blog deles foi fechado, mas voltará em breve)

SUPER RECOMENDO, especialmente para os amantes de dramas épicos e História, como eu~ e para todos que gostam tanto quanto eu de boa atuação. Este drama tem o que mais amo: romance, ação, História e Lee Jun Ki.

My *-*

ps: devido a uma importante prova de proficiência em inglês, me dedicarei aos estudos até o fim de janeiro de 2017 e virei aqui no Blog das Dorameiras uma vez por mês para publicar resenhas e comentários que já escrevi. Desculpem não postar novidades até lá - mas possivelmente farei uma resenha da um j-drama que estou acompanhando, assim que ele terminar).  

Enquanto isso...nos bastidores de My Sassy Girl

Quem será a protagonista do novo drama da SBS, My Sassy Girl?
Kim Joo Hyun, eu responderia há alguns dias atrás.

Agora já tenho minhas dúvidas, aparentemente a coisa toda de audição serviu para nada!


Nem tudo são flores nos bastidores desse drama, as fofocas correm soltas, e ninguém apareceu para explicar o que esta acontecendo.

Recapitulando para quem perdeu inicio dessa novela rs.
A produção do drama, My Sassy Girl, lançou o ator Joo Woon como protagonista da historia desde o inicio do projeto. Em seguida, promoveram uma audição aberta, amplamente divulgada para encontrar a “garota atrevida”, protagonista da historia. A atriz Kim Joo Hyun foi declarada a vencedora, entre 1.800 concorrentes, depois de varias rodadas de competições. Eis que, no inicio desse mês foi anunciado que a atriz Oh Yeon Seo estava sendo cortejada para personagem principal e a Kim Joo Hyn ficaria com segundo personagem principal. 

Eu fiquei tipo...hãaaa??

Segundo boatos fofoca bafônica, uma fonte afirmou que a SBS mexeu os pauzinhos para lançar uma atriz conhecida porque sentiram que seria arriscado demais lançarem o projeto com a Kim Joo Hyun, e que eles furtivamente buscaram uma estrela maior, sem nunca notificar a atriz, que por sua vez teria ficado chocada ao ser rebaixada para segundo plano depois de tanto esforço e dedicação. Depois de saber o que fizeram ela decidiu abandonar de vez o projeto. 

No entanto ainda não houve uma confirmação oficial sobre Oh Yeon Seo, porque SBS está sob críticas por fazer esse processo de audição totalmente inútil. Resumindo, nenhuma das duas atrizes apareceu na primeira leitura de roteiro. Uma porque abandou a produção (extremamente compreensível), a outra porque ainda não foi oficialmente titulada como a personagem principal.

E para tornar as coisas ainda mais confusas, a produção do drama e a SBS insistem em que "nada foi decidido ainda" e que o casting para a personagem principal ainda está no ar.

O drama baseado em um filme de 2001, com mesmo nome, se passa na era Joseon, será sobre o romance de uma princesa encrenqueira, e o frio Gyun Woo (Joo Won).
As filmagens começarão em setembro (sem a personagem principal??) E o drama vai ao ar em 2017.

Fonte: Dramabeans